negociação em tempo de crise

Negociação em tempo de crise: confira dicas para fechar mais negócios.

0 Compartilhamentos
0
0
0

A negociação é algo muito presente no dia a dia profissional. Estima-se que um profissional passa 80% de seu tempo negociando com um cliente. E esta estimativa pode aumentar quando falamos em negociação em tempo de crise. 

Acontece que, quando falamos em crise, algo que foi negociado pode parar de fazer sentido para o cliente ou para a empresa. Gerando uma nova rodada de negociação que beneficie ambas as partes. 

Por isso, a negociação em tempo de crise precisa ser muito analisada e bem trabalhada. 

Negociação em tempo de crise

A negociação é uma grande oportunidade para que ambas as partes cheguem a uma solução prática para os dois lados. 

É importante parar de enxergar a negociação como um cabo de guerra e vê-la como um quebra-cabeça, onde cada lado da negociação tem as peças que faltam para completar esse quebra-cabeça.

Como criar valor para uma negociação:

  • descobrir o real problema a ser resolvido: é preciso entender qual é a demanda real.
  • buscar soluções criativas: buscar variáveis que irão compor as soluções.

Em uma negociação, é importante parar de buscar soluções simples e buscar soluções criativas que irão gerar valor.

Preparação para uma negociação em tempo de crise

Estudos indicam que 62% dos brasileiros não se preparam antes de iniciar uma negociação. Essas pessoas simplesmente vão negociar acreditando em sua experiência e capacidade de improviso. 

O motivo para essa falta de preparação é:

  • que essas pessoas não acreditam na importância da preparação para ampliar a visão da negociação.
  • acreditar não ter tempo para se preparar por conta do dia a dia muito corrido e atribulado.
  • não saber como se preparar para negociar.

Para se preparar para essa tarefa, ainda mais se for uma negociação em tempo de crise, você precisa analisar três tópicos:

  • Mapear as partes: é preciso identificar todas as pessoas ou empresas que podem ser impactadas ou influenciadas pelo negócio
  • Identificar os interesses de ambas as partes: é preciso categorizar os interesses desde o mais até o menos importante.
  • Mapear as alternativas das partes: nesse ponto, é preciso que você estude e entenda como que ambas as partes serão impactadas caso o negócio não seja fechado.

Essas são só algumas das dicas que você irá aprender ao realizar o nosso curso “ Negociação em tempo de crise” com o especialista Breno Paquelet. Clique aqui e inicie agora os seus estudos para nunca mais deixar de fechar um negócio por conta da negociação.

0 Compartilhamentos
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode gostar