Close up of african american man with calculator checking bills

Orçamento de mão de obra: como ser competitivo e lucrativo?

0 Compartilhamentos
0
0
0

O orçamento de mão de obra precisa combinar preços competitivos para atrair clientes e, ao mesmo tempo, proporcionar uma receita que permita a manutenção do seu dia a dia e a lucratividade da operação.

Apesar do bom momento vivido pelos profissionais qualificados na indústria da construção civil, onde a demanda é maior do que a oferta, muitos trabalhadores buscam espaço no mercado, oferecendo seus serviços diretamente para aqueles que precisam construir ou reformar.

Essas informações foram apresentadas a partir de um levantamento realizado pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (Cbic), que aponta que 77% das empresas do setor estão com dificuldades em encontrar mão de obra qualificada.

Os profissionais que atuam como autônomos ou montam a sua empresa para atender ao mercado precisam apresentar preços compatíveis com a concorrência e garantir qualidade nas obras a serem realizadas.

Da mesma maneira que não se pode “atropelar” os serviços, acelerando os trabalhos e colocando em risco os resultados finais, também não é possível perder tempo e “pagar para trabalhar”.

Um fato que precisa ser considerado é que o consumidor a cada dia fica mais exigente e a maioria deles prefere pagar um pouco mais para ter um serviço de qualidade que garanta os resultados desejados e esse pode ser o seu diferencial!

Neste post, apresentamos detalhes de como desenvolver o orçamento de mão de obra e apresentar preços justos e competitivos para os seus potenciais clientes.

Continue lendo para saber a importância do orçamento de mão de obra!

 

Qual a importância da precificação correta da mão de obra?

Em qualquer obra que se pretenda realizar, seja ela a reforma de algum cômodo ou a construção de um edifício, o proprietário do imóvel exigirá que as empresas que estão em vista apresentem um orçamento.

Nesse orçamento, além dos custos com os materiais, existe o preço da mão de obra, ou seja, quanto será pago pelos serviços a serem desenvolvidos na execução do projeto.

Esses valores precisam obrigatoriamente estar em acordo com o que o mercado costuma pagar, portanto, o primeiro passo é saber qual é o valor praticado na sua região.

Além disso, é importante saber quais são os custos que você terá para desenvolver a tarefa e qual será o lucro da operação.

Se esses cálculos não forem realizados da forma correta, o risco de prejuízo ou o recebimento muito aquém do que deveria ter sido cobrado se torna uma possibilidade.

A precificação correta da mão de obra faz com que um valor justo e adequado seja cobrado pelos serviços, possibilitando que os clientes tenham interesse em contratá-lo e garantindo um retorno financeiro para o seu trabalho.

 

Como criar o orçamento de mão de obra?

 Para criar um orçamento de mão de obra, são necessárias as seguintes ações:

  • conhecer detalhadamente o projeto a ser desenvolvido,
  • calcular os custos envolvidos no projeto,
  • adicionar as taxas e impostos,
  • acrescentar a porcentagem de lucro desejada.

Um dos grandes erros dos profissionais da construção civil é o de não estar atento aos detalhes que envolvem a obra, ou seja, o que precisa ser realizado para se chegar ao resultado.

Muitas vezes, o que parece simples de ser realizado, apresenta dificuldades não previstas no primeiro momento, acrescentando horas de trabalhos e inviabilizando a obtenção de lucro com o orçamento apresentado.

Nesses casos, surge o desgaste e reclamações, afinal, o contratante se acha injustiçado e muitas vezes “enganado”, portanto, avaliar detalhadamente e de maneira presencial o que será realizado é imprescindível para apresentar um orçamento.

Além disso, como já mencionado, existem os custos que precisam fazer parte do orçamento.

 

O que considerar?

Na hora de listar suas despesas, não esqueça de considerar os chamados custos fixos e variáveis. Eles devem fazer parte do orçamento e ,se esquecidos, podem trazer prejuízos ao projeto. Diante disso, avalie:

Ferramentas

As ferramentas custam caro e se deterioram na medida em que são utilizadas, portanto, é importante que você reserve um valor para a reposição delas.

Esse valor deve ser cobrado nos diversos projetos que são realizados durante todo o ano, ou seja, cada obra realizada colabora com um percentual que possibilite a manutenção das ferramentas na medida em que elas precisam ser consertadas ou substituídas.

Dessa forma, você reserva determinada quantia a cada trabalho e possibilita que equipamentos e ferramentas de qualidade estejam a disposição para garantir qualidade nos serviços prestados.

Sem contar que em algumas ocasiões o aluguel de equipamentos também pode ajudar a entregar o serviço mais rapidamente e também elevar a qualidade da entrega, portanto, considere essa possibilidade quando necessário.

Transporte

Não esqueça de colocar no orçamento os valores que envolvem o transporte para o local do trabalho, portanto:

  • passagens (no caso do uso de transportes coletivos),
  • combustível e manutenção do veículo (no caso de transporte próprio),
  • contratação de terceiros para levar maquinários e equipamentos, quando necessário.

Despesas fixas

Outro ponto fundamental e que precisa fazer parte do orçamento de mão de obra são as despesas fixas, ou seja, aquelas que existem e não estão diretamente ligadas aos serviços a serem prestados, como, por exemplo:

  • pagamento de funcionários administrativos,
  • aluguel,
  • taxas bancárias,
  • seguros, 
  • etc.

Por fim, é preciso definir qual o percentual de lucratividade que você deseja obter na obra a ser realizada, considerando, como já mencionado, os valores cobrados pelos serviços em sua região e o valor para ter uma vida financeira pessoal equilibrada. Não se esqueça de considerar também o valor de impostos a ser recolhido.

Como se observa, desenvolver um orçamento exige dedicação e bastante atenção, pois é um processo fundamental para se obter sucesso no seu empreendimento!

 


Agora que você conhece mais sobre a importância do orçamento de mão de obra, acesse a calculadora de precificação de serviços do Parceiro da Construção e facilite o seu trabalho para chegar aos valores justos e competitivos!

banner calculadora de mão de obra

 

0 Compartilhamentos
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode gostar